Escolher um ginásio ou Health Club.

Precisa de ajuda para escolher um ginásio ou Health Club que melhor atenda às suas necessidades?

Os ginásios oferecem excelentes serviços: uma grande variedade de equipamentos de alta qualidade, saúde e conhecimento de fitness, e outras comodidades atraentes, como sauna, jacuzzi, SPA, massagem terapêutica entre outros.

No entanto, os ginásios variam muito não só em serviços e equipamentos disponíveis, mas também na tabela de preços.

Antes de mais, existem várias perguntas que deve fazer a si próprio, para as quais deve encontrar uma resposta fácil e conveniente.

Seja realista com tempo e rotinas:

Quando vou treinar? Início, meio ou fim do dia?

Quanto posso suportar financeiramente? (uma janela aceitável de preços)

O que preciso do ginásio? Correr, nadar, kickboxing, aulas de grupo, Personal Trainig, SPA, massagem, refeições, garagem, creche…

Faça uma lista das coisas que são importantes para si, para depois certificar-se que o ginásio tem o que precisa. Estas respostas terão uma grande importância na sua decisão, antes mesmo de ouvir a conversa comercial que normalmente lhe é feita quando visita um ginásio.

Deve ser um lugar onde se sinta confortável para frequentar numa base diária. Se não for, é provável que não frequente com regularidade e, eventualmente, pare completamente a atividade por não ter resultados.

De forma a evitar que isso aconteça e ter a certeza da escolha, deve ter os seguintes fatores em consideração:

 

  • Experimentar antes de subscrever.

Os consultores comerciais são muito bons a vender os muitos benefícios dos seus ginásios, mas é sempre necessário algum tempo no ambiente para percebê-lo melhor.

Pergunte sempre se há possibilidade de período experimental – os ginásios não têm nada a perder e muitas vezes faz parte das campanhas de angariação de novos membros.

Certifique-se que vai experimentá-lo nos dias e horas em que irá normalmente treinar. Assim, ficará com uma melhor ideia de como é o ambiente e a lotação.

Observe se há pessoas à espera dos equipamentos ocupados, se o equipamento está bem conservado e se os instrutores são prestativos, simpáticos e atenciosos.

Início

  • A localização.

Conveniência é a palavra chave e muitas vezes usada como desculpa para não treinar.

Seja realista e escolha algo que fique perto ou de casa ou do emprego. De preferência, faça uma escolha que permita treinar antes da viagem para o trabalho ou depois dela, e se não for possivel, que fique no caminho. Uma boa referência são 15 minutos a pé ou 20 min de carro de desvio, pois mais que isso pode muitas vezes tornar-se inconveniente.

Tenha em consideração que se não gosta de levantar cedo, optar pelo horário da manhã pode fazer com que se torne incómodo o facto de ter de se levantar antes para ir ao ginásio, ou se o tempo de deslocação entre o emprego e o ginásio vai limitar o tempo real de treino.

Quando a motivação inicial desvanesse é importante não deixarmos espaço para as desculpas, por isso, organize-se. Planeie a sua ida ao ginásio em torno de sua rotina diária, e não o contrário.

Vai descobrir que, a longo prazo, é muito mais fácil para não faltar aos seus treinos.

Início

  • Custo da adesão e mensalidades.

A questão financeira é sempre um factor importante, independentemente do seu poder de compra.

Existe uma variação muito grande de valores em oferta e o custo de adesão pode ser decisivo.

Tenha em atenção os vários preços, como a jóia (valor único na adesão), mensalidades e o que esta inclui, e os extras, como garagem, creche, toalhas, cacifo, avaliações físicas, planos de treino. A variação da mensalidade depende, em regra, do tipo de horário que pretende e da duração do contrato. A maioria dos clubes apresenta melhores condições se houver uma fidelização mais prolongada.

Pergunte sempre, também, se há algum tipo de protocolo (ou desconto) com empresas ou entidades às quais possa estar associado.

A melhor forma é verificar os diferentes ginásios da sua área e comparar preços.

Pondere sempre os extras de cada um e compare ofertas iguais.

Certifique-se que pode cancelar a adesão se decidir desistir, e qual o prazo para fazê-lo. Leia atentamente o contrato antes de assinar e pondere se terá de se ausentar da cidade ou mudar de casa ou emprego a curto/médio prazo.

Além disso, tenha uma ideia clara do que pode ficar a pagar com o seu orçamento.

Início

  • Staff, instrutores e Personal Trainers.

A cara do ginásio é a recepção, pois é por lá que vai chegar e sair todos os dias, mas a sala de exercício é o seu coração – é lá que está a acção e onde tudo vai acontecer.

Note se as pessoas são amigáveis e simpáticas, se é um sorriso que tem quando chega ou se nem reparam na movimentação: uma atmosfera positiva pode fazer maravilhas.

A equipa de fitness deve ser prestativa e atenciosa e nunca deve passar a imagem de não quererem ser interrompidos. Devem, sim, transmitir uma menssagem de  entusiasmo, energia e envolvência.

Alguns ginásios tendem a contratar treinadores pessoais mais pelas suas habilidades de venda do que seu conhecimento real sobre saúde e fitness. Por isso, pergunte sempre onde se formaram e que experiencia têm.

O Personal Training é muitas vezes comprado para atender necessidades específicas. Se este for o seu caso, opte por um treinador que tenha experiência no que você precisa.

Fique atento à forma de trabalhar dos profissionais e eventualmente pergunte sobre o que viu para tentar perceber se é isso que procura.

Certifique-se de que há sempre alguém disponível para responder às suas perguntas, ouvir uma reclamação, aceitar uma sugestão, mostrar-lhe um novo exercício ou ensinar-lhe como utilizar um equipamento.

Início

  • Densidade populacional.

Quantas pessoas estarão no ginásio quando você está a planear treinar?

Que tipo de público frequenta aquele ginásio nessa hora?

Se o clube está extremamente cheio àquela hora, então o treino pode não ser tão agradável. Ninguém gosta de esperar para usar o equipamento.

E se gosta de um ambiente calmo e civilizado para treinar, talvez não se sinta à vontade com pessoas aos gritos e grunhidos enquanto levantam pesos e chamam a atenção toda para eles.

Algumas mulheres preferem ir a um ginásio exclusivo para este público, por sentirem-se mais assistidas pelas instrutoras e menos observadas pelos frequentadores.

Para outras pessoas, um ginásio misto é a solução perfeita, pois além do treino também podem socializar.

Tente perceber o que quer para si e se o ginásio corresponde às suas necessidades.

Início

  • Horários de funcionamento e das actividades.

Verifique sempre o horário de funcionamento do ginásio e das actividades que pretende.

Se for uma pessoa super energética pela manhã e quiser treinar cedo, tenha a certeza que o clube abre à hora que pretende e, se gostar de fazer uma aula específica, se há modalidade a essas horas.

Além disso, pergunte também sobre fins de semana, feriados e férias, pois não quererá desperdiçar dias valiosos de treino por causa de horários incompatíveis.

Início

  • Diversidade das aulas de grupo.

Tente encontrar aulas de grupo que goste e que correspondam às suas necessidades, quer de horários quer de objectivos.

Muitas vezes, quando a sua motivação está a diminuir para fazer o treino na sala de exercícios, uma aula de grupo pode ser a solução para entrar no ginásio naquele dia e treinar.

Alguns ginásios cobram as aulas como um extra, por isso pergunte sempre.

Início

  • Limpeza.

Um factor muito importante e que deve ser verificado é a limpeza do ginásio.

Certifique-se que tem disponível toalhas e frascos de spray em vários pontos do ginásio (cleaning stations) para limpar os equipamentos após a utilização e também, se as casas de banho estão dentro dos seus padrões de higiene.

É difícil permanecer motivado para ir ao ginásio regularmente quando é uma experiência desagradável.

O balneário é uma boa referência, uma vez que tende a ser onde todos os sinais de falta de higiene se mostram mais facilmente.

Verifique se tem mau-cheiro, se tem bom aspecto, procure sinais de desgaste, pontos de acumulação de pó, estado de conservação, sinais de descoloração das pinturas, pisos limpos e sem detritos, restos de papel higiênico e outros promenores que possam ser importantes para si.

Por todo o ginásio, verifique como está a qualidade do ar: se há uma boa ventilação e se os cantos e pontos de acumulação de pó estão limpos.

Os melhores ginásios têm equipas de limpeza constantes. Será facil cruzar-se com um elemento.

Início

  • Tipo e qualidade dos equipamentos/instalações.

O tipo e a qualidade do equipamento oferecido no ginásio é outra coisa a considerar.

Se estiver a fazer muito treino cardiovascular, vai querer ter certeza de que existem muitas máquinas disponíveis.

Nada é mais frustrante do que ir ao ginásio depois de um dia de trabalho e descobrir que não há uma única máquina cardiovascular disponível.

Da mesma forma, se faz muito treino muscular, verifique existem máquinas desse tipo e pesos livres em quantidade.

Se  estiver à procura de um par de 10 kg, por exemplo, e só houver um, pode ter de esperar algum tempo, pois este é muito usado.

Algumas pessoas gostam de uma grande variedade de equipamentos e máquinas, enquanto outros só precisam de alguns bancos, dumbells e barras.

Lembre-se que quanto mais variedade de equipamentos os ginásios oferecem, mais fácil será mudar o seu treino e evitar estagnações nos resultados. Além disso, os equipamentos devem estar em bom estado, sem ferrugem, ruídos ou sinais de degradação.

Alguns ginásios têm bons balneários, em tamanho e qualidade e isso pode ser importante para a sua rotina.

Ter um armário ou cacifo privado (alugado), onde possa sempre deixar os equipamentos de treino também o ajuda e evita desculpas para não treinar, pois os bens essenciais ficam no ginásio.

Se o clube disponibilizar estacionamento, questione quantos são os lugares e se esgotam facilmente.

Para as aulas de grupo, deve verificar o tamanho dos estúdios e se possuem materiais em abundância, bem como qual é o método de acesso às aulas.

Os pisos devem ser macios para as aulas de maior impacto e o ar condicionado deve manter a aula sempre fresca mesmo quando cheia de gente.

Início

  • Tipos de vínculo (contratos).

Muitos ginásios exigem que seja assinado um contrato de adesão antes de se começar a treinar.

Um bom contrato pode proteger tanto os interesses do ginásio como os direitos do cliente.

Aqui estão algumas dicas sobre coisas que deve estar ciente quando for assinar um contrato:

* não se sinta pressionado a assiná-lo e leia atentamente todas as alíneas, ainda que as letras sejam demasiado pequenas;

* esclareça quanto tempo o contrato obriga a permanecer fidelizado e como funcionam as renovações automáticas;

* pergunte sobre contrato mensal: se é possível e quanto custa. Esta é a melhor opção se não tem certeza do seu futuro próximo.

Início

  • Política de Cancelamento da adesão.

Deve ler atentamente a política de cancelamento do ginásio e esclarecer quais as soluções para as diversas situações que possam ocorrer na sua vigência (mudança de local de trabalho, desemprego ou doença superveniente, etc).

Início

  • Conclusão.

A escolha de um ginásio deve ser uma prioridade quando se trata de ficar em forma e mudar hábitos de vida.

Para isso, precisa ter certeza de que está feliz com a sua decisão ou então, terá mais uma barreira a ser superada para entrar num plano de treinos.

Procure os esclarecimentos relativos a todos os tópicos desta lista e será capaz de tomar uma decisão com a qual estará confortável e confiante, encontrando um ginásio que goste e que usará regularmente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s